Saiba como funciona um Sistema de Amortização

Você sabe o que é um sistema de Amortização ?

Por: Flávio

Fonte: Administradores

Um sistema de amortização nada mais é do que um plano de pagamento de uma dívida, ou seja, de um empréstimo ou financiamento. Ora, de quantas maneiras você pode quitar uma dívida? Resposta: infinitas!

 

Os pagamentos para se amortizar (quitar) uma dívida podem ser feitos em parcelas iguais ou diferentes, com periodicidade mensal, trimestral, anual, quinzenal ou em períodos variáveis. Para facilitar o entendimento vamos considerar apenas a periodicidade mais comum no mundo: a mensal.

Os sistemas de amortização mais utilizados em todos os países implicam em prestações mensais compostas por duas parcelas distintas: uma de capital (chamada de amortização) e outra de juros. E neste caso, os sistemas mais utilizados no mundo são o Sistema de Prestações Iguais (ou uniformes) e o Sistema de Amortização Constante (SAC). No primeiro sistema, as parcelas de amortização são crescentes e os juros decrescentes; já no caso do SAC, como o próprio nome já diz, as parcelas de amortização são iguais (ou constantes) e os juros decrescentes.

Observações importantes:

1. Apenas no Brasil o Sistema de Prestações Iguais (ou uniformes) é conhecido por Sistema Price;2. Em todos os sistemas de pagamentos a taxa de juros incide sempre sobre o saldo devedor existente no final do período imediatamente anterior; e por essa razão, os juros serão sempre decrescentes caso se amortize qualquer valor.

Para melhor entendimento, vamos a um exemplo mostrando como se obtém as prestações através dos dois sistemas mencionados. Vamos considerar os seguintes dados:

Valor do empréstimo: R$ 1.000,00;Número de prestações: 10Taxa mensal de juros: 10%

(NESTE TEXTO NÃO VAMOS CONSIDERAR OS EFEITOS DA CORREÇÃO MONETÁRIA)

Sistema de Prestações Iguais (PRICE)

Este é o sistema mais adotado no mundo. Acredito que represente pelo menos 80% dos planos de liquidação de um empréstimo ou financiamento. O valor das prestações é obtido através da seguinte fórmula, cuja validade é universal:

em que VF é o valor financiado, n o número de prestações e i a taxa mensal de juros.

Substituindo, temos:

O valor da prestação pode também ser facilmente obtido através da conhecida calculadora financeira HP-12C, fazendo-se como segue:

DIGITAR

VISOR

SIGNIFICADO

10 n

10,00

Número de prestações

10 i

10,00

Taxa mensal de juros

1000 CHS PV

-1.000,00

Valor do empréstimo

PMT

162,75

Valor das prestações mensais

É importante destacar que a calculadora, ao apresentar no visor o valor R$162,75, utilizou um programa que resolve a fórmula acima especificada. Portanto, o PMT da calculadora informa o valor da prestação de acordo com a Tabela Price.

A decomposição de cada uma dessas prestações em parcelas de amortização e de juros, bem como os respectivos saldos devedores após o seu pagamento, estão discriminados no quadro a seguir.

É importante observar três regras fundamentais, válidas para quaisquer sistemas de amortização, inclusive para o SAC:

O valor da parcela de juros resulta sempre da aplicação da taxa de juros sobre o saldo devedor correspondente ao mês imediatamente anterior;O valor da parcela de amortização referente a cada mês é dado pela diferença entre o valor da prestação e o valor da parcela de juros;O saldo devedor de um mês é sempre igual ao saldo devedor do mês anterior, subtraída a parcela de amortização do mês.

Como já mencionado anteriormente, o quadro acima nos mostra que num sistema de prestações iguais, que no Brasil chamamos de PRICE, os valores das parcelas de amortização são crescentes e as de juros decrescentes.

Sistema de Amortização Constante (SAC)

Trata-se do segundo plano mais utilizado no Brasil e no mundo. O SAC é um sistema “intuitivo”, e não necessita de muitas explicações. A partir do cálculo da parcela de amortização constante, constrói-se facilmente a coluna “SALDO DEVEDOR” e a seguir a coluna “JUROS”; por fim, a coluna “VALOR DA PRESTAÇÃO” resulta da soma das parcelas de amortização e de juros.

Os valores das prestações são obtidos de forma bastante simples, como nos mostra os dados contidos no quadro mostrado a seguir. A construção desse plano começa pelo valor da parcela de amortização, como segue:

A partir dessa parcela, e seguindo-se as três regras fundamentais já descritas, obtém-se facilmente os valores das demais colunas, como nos mostra o quadro abaixo.

Em quaisquer outros sistemas, como o SAM (Sistema de Amortização Misto) ou o SACRE (Sistema de Amortizações Crescentes), a decomposição das prestações em parcelas de juros e de amortização se faz de maneira idêntica.

Ler direto da fonte

Shortlink:

Postado por on 2 de agosto de 2011. Arquivado em Notícias, Notícias do Mercado. Você pode seguir qualquer resposta desta entrada através de RSS 2.0. Você pode deixar uma resposta a esta entrada

One Response to Saiba como funciona um Sistema de Amortização

  1. Cópio do professor dutra

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>